Pinguim: Características e curiosidades

características e curiosidades sobre os pinguins

Os pinguins são aves incríveis e totalmente diferentes de todas as outras. Apesar de serem aves, são incapazes de voar mas são excelentes nadadores e passam a maior parte do seu tempo dentro de água. Esta é apenas uma das particularidades deste animal. Continue a ler este artigo para descobrir 30 interessantes curiosidades sobre os pinguins.

Características e curiosidades sobre os pinguins:

1 – O pinguim é uma ave da espécie Spheniscidae.

2 – Existem 17 espécies de pinguim. Essas espécies encontram-se divididas em 6 géneros (Aptenodytes, Eudyptes, Eudyptula, Megadyptes, Pygoscelis e Spheniscus).

3 – Apesar de serem aves incapazes de voar, utilizam as suas asas atrofiadas para nadar.

4 – Passam a maior parte do seu tempo dentro da água.

Pinguim a nadar
Os pinguins passam a maior parte do seu tempo dentro dele água. Imagem: Pixabay

5 – Pinguim é um nome epiceno, ou seja, o mesmo nome é utilizado para identificar fêmeas e machos.

6 – São capazes de atingir uma velocidade de nado de 45km/h.

7 – O pinguim imperador pertence à espécie mais conhecida e é aquele que tem um maior porte, podendo medir 1.3 metros de altura.

Pinguim imperador
O Pinguim Imperador é a maior espécie do mundo. Imagem: Unsplash

8 – A maior espécie que já existiu foi a Anthropornis nordenskjoldi e media cerca de 1.8 metros de altura.

9 – O pinguim mais pequeno é o pinguim-azul, que em média cresce apenas até aos 33 centímetros de altura.

10 – Os pinguins vivem exclusivamente no hemisfério Sul, sendo que a grande maioria pode ser encontrado na Antárctida.

11 – Estes animais alimentam-se de pequenos peixes, krill, lulas, crustáceos e outros animais marinhos de pequenas dimensões.

12 – Os seus principais predadores são as orcas e focas.

13 – O nome “pinguim”  tem origem de outro animal, o arau-gigante (Pinguinus impennis). O arau-gigante foi eventualmente extinto devido à interferência humana mas a sua aparência semelhante aos pinguins deve ter estado na origem do nome.

14 – A cor da sua plumagem é utilizada para se camuflarem dos seus predadores. A cor escura do seu dorso proporciona uma camuflagem nos tons escuros do fundo do oceano e a cor branca do peito ajuda a camuflar no reflexo da água quando visto debaixo de água.

pinguim com plumagem branca no peito
A cor da sua plumagem é utilizada para se camuflarem. Imagem: Unsplash

15 – Os pinguins conseguem manter o calor corporal devido à vários factores:

  • Possuem uma camada isoladora no seu corpo que impede a redução da temperatura corporal.
  • São capazes de controlar o fluxo sanguíneo nas extremidades do seu corpo, impedindo que estas congelem em contacto com o gelo.
  • As suas penas são impermeáveis à água, o que permite manter uma camada de ar entre as penas e o corpo enquanto estão dentro de água.
  • Permanecem em grupos e em constante contacto corporal para se manterem quentes.

16 – São capazes de ingerir água salgada caso não tenham acesso a água doce, sendo o excesso de sal filtrado do seu sangue através de umas glândulas especiais denominadas glândulas supraorbitais.

17 – Ao contrário daquilo que acontece com a maioria das aves, que vão mudando as suas penas gradualmente, os pinguins perdem todas as suas penas de uma única vez e posteriormente passam algumas semanas praticamente sem penas enquanto estas voltam a crescer.

18 – A maioria dos pinguins mantêm o mesmo parceiro durante toda a sua vida. Para além disso, a maioria das espécies volta ao local todos os anos para acasalar.

Casal de pinguins
A maioria dos pinguins mantém o mesmo parceiro durante toda a sua vida. Imagem: Pixabay

19 – Em muitos casos o macho permanece durante semanas a incubar os ovos enquanto a fêmea parte à procura de alimento. Isto acontece porque os machos geralmente têm uma maior quantidade de tecido adiposo e aguentam mais tempo ao frio e sem alimento.

20 – Os pinguins armazenam a comida no seu estômago e posteriormente regurgitam para alimentar as suas crias.

21 – Os pinguins tal como as restantes aves não têm dentes. No entanto, tem algumas estruturas espinhosas na sua boca que permite segurar a comida com maior eficiência.

22 – As crias permanecem durante vários meses junto aos seus pais até serem fortes o suficiente para se tornarem independentes.

Pinguim bebe.
As crias permanecem durante vários meses junto aos seus pais. Imagem: Pixabay

23 – Apesar das suas orelhas não serem muito visíveis, estes animais têm uma excelente audição.

24 – Cada pinguim tem uma voz única. É por isso que os parceiros se conseguem encontrar no meio das colónias. Neste vídeo pode ouvir alguns desses chamamentos dos pinguins.

25 – Os pinguins têm joelhos? Esta é uma pergunta frequente e a resposta é sim. Aparentemente os pinguins têm umas pernas bastante curtas, mas na realidade apenas a parte inferior das pernas estão visíveis, estando os joelhos e a parte superior das pernas cobertas por penas.

26 – É ilegal ter um pinguim como animal de estimação. São animais que requerem muito espaço para nadar e alimento de alta qualidade para poderem viver de uma forma saudável.

27 – Em média os pinguins vivem 10 anos, contudo alguns exemplares podem viver até aos 25 anos.

28 – Os pinguins geralmente conseguem mergulhar até aos 100 metros de profundidade, contudo o pinguim imperador é capaz de mergulhar até aos 500 metros. Normalmente quanto maior for o pinguim maior é a profundidade que este é capaz de mergulhar.

29 – As colónias de pinguins podem ter milhões de pinguins. O número de indivíduos presentes nestas colónias é geralmente obtido por contagens através de imagens de satélite.

Colonia de pinguins
As colónias de pinguins podem ter milhões de pinguins. Imagem: Unsplash

30 – Tem-se verificado uma diminuição da população de pinguins devido ao aquecimento global.

Estas são algumas curiosidades sobre os pinguins, descubra mais artigos semelhantes:

Gostou deste artigo? Então partilhe com os seus amigos!

Recomendado para si...