O que é a chuva ácida?

Chuva ácida é o nome dado à chuva, ou qualquer forma de precipitação (chuva, neve ou granizo), que tenha na sua composição componentes ácidos, como por exemplo o ácido sulfúrico ou ácido nítrico.

Em condições normais, a chuva já é ligeiramente ácida uma vez que o dióxido de carbono presente na atmosfera se dissolve nas gotas de água, deixando-a ligeiramente ácida. Por este motivo, o termo “chuva ácida” não é o mais adequado para este fenómeno, uma vez que a chuva é sempre ácida. Contudo, esta pequena acidez da chuva não acarreta problemas para o ambiente, a não ser que o pH da chuva seja inferior a 5.2. Quando o pH da chuva atinge valores inferiores a 5.2 passa a ter graves consequências ambientais, as quais vamos falar neste artigo. Normalmente a água da chuva têm um pH de 5.6.

Árvores secas devido à chuva ácida
Árvores afectadas pela chuva ácida. Imagem: Pixabay

Como é que se forma a chuva ácida?

A chuva ácida forma-se quando os óxidos de enxofre e nitrogénio são emitidos para a atmosfera e transportados pelo vento. Posteriormente, reagem com a água, oxigénio e outros químicos presentes na atmosfera, formando ácido sulfúrico e ácido nítrico. Estes ácidos acabam por se dissolver nas gotículas de água formando assim a chuva ácida.

Causas da chuva ácida

Apesar de uma parte dos óxidos de enxofre e nitrogénio terem uma origem natural, como por exemplo, a actividade vulcânica, a grande maioria é proveniente da combustão de combustíveis fósseis.

Desta forma podemos dizer que os principais culpados pela chuva ácida são os transportes, refinarias de óleo, industrias e centrais eléctricas que utilizam combustíveis fósseis.

Naturalmente este problema é predominante nos países industrializados devido à grande utilização de combustíveis fósseis, contudo este é um problema global. Estes componentes ácidos podem ser transportados por milhares de quilómetros antes de formarem a chuva ácida. Este é, por isso um problema que afecta todos.

Poluição pode dar origem à chuva ácida
A principal solução passa pela diminuição de emissões poluentes. Imagem: Pexels

Consequências da chuva ácida

A chuva ácida afecta quase tudo do nosso planeta, desde a fauna, flora, solo e até mesmo estruturas como por exemplo, estátuas e monumentos.

Consequências para a fauna (Animais)

Apesar dos efeitos da chuva ácida afectarem todos os seres vivos, eles são especialmente visíveis em ambientes aquáticos, como os rios e lagos, podendo ser muito prejudiciais para os animais que neles habitam.

Regra geral os lagos têm um pH superior a 6.5, no entanto, a chuva ácida pode baixar estes valores. Quando o pH de um lago desce para valores inferiores a 5, a maioria dos peixes não consegue sobreviver. Mesmo que algumas espécies consigam tolelar a água ácida, as suas presas podem não ser capazes de o fazer, ficando assim sem alimento. Com a morte dos peixes desses lagos os restantes animais que habitam nas redondezas, serão afectados pela escassez de alimento.

Apesar da chuva ácida ter um papel importante na acidificação desses lagos, não é a única culpada. A poluição também tem um papel importante neste processo.

Consequências para a flora (Plantas)

Árvores secas devido à chuva ácida
Árvores secas. Imagem: High Contrast

A chuva ácida não destrói directamente as árvores e as plantas. Em vez disso, a acidificação do solo limita a disponibilidade dos nutrientes essenciais ao seu crescimento e potencia a libertação de substâncias tóxicas como o alumínio através da lixiviação dos solos.

A chuva pode também afectar directamente as folhas das árvores, desgastando o seu revestimento protector. A perda deste revestimento, deixa as folhas vulneráveis contra os insectos e mudanças de temperatura, acabando por cair. Com a perda das folhas, a árvore torna-se incapaz de produzir energia, através da fotossíntese, o que leva à sua morte.

Na agricultura estes efeitos conseguem ser minimizados através da utilização de fertilizantes para tornar o solo mais rico em nutrientes. Da mesma forma, a utilização de calcário ajuda a neutralizar a acidez do solo.

Qual é a solução?

As energias renováveis são a solução para as chuvas acidas
As energias renováveis são a solução. Imagem: Pixabay

A principal solução passa pela diminuição de emissões poluentes dos veículos e da indústria. Isto pode ser alcançado se todos os países do mundo começarem a restringir a utilização de combustíveis fósseis, que são extremamente poluentes, e começarem a investir em energias renováveis.

Felizmente, nos últimos anos temos visto um investimento em energias renováveis como é o caso da energia solar e eólica. Igualmente importante tem sido a diminuição da utilização de carros a diesel e o lançamento de carros eléctricos. Existe mesmo assim muito para melhorar, principalmente por parte das maiores potências económicas, que também são os países mais poluentes do mundo. Este fenómeno não é a única consequência da poluição, o efeito de estufa é outra consequência grave que está a provocar o aquecimento global do nosso planeta.

Gostou deste artigo? Partilhe com os seus amigos!

Recomendado para si...