Hyperion: a árvore mais alta do mundo

árvores mais altas do mundo, hyperion

Fotografado por Michael Nichols, National Geographic

A árvore mais alta do mundo é uma sequóia (espécie sequoia sempervirens) com mais de 115,6 metros de altura, localiza -se no Parque Nacional de Redwood, na Califórnia (embora a sua localização exata nunca tenha sido revelada, com fundamento de evitar turismo excessivo e possível vandalismo do ecossistema que a rodeia)  e apelida-se de Hyperion.

Hyperion foi descoberta no ano de 2006 por dois naturalistas,  Michael Taylor e Cris Atkins.

Estima-se que a Hyperion tenha entre 700 e 800 anos de idade e cerca de 530 metros cúbicos de madeira, par além de ser muito alta, é também muito espessa e larga.

A titulo de curiosidade,a árvore mais alta do mundo é consideravelmente mais alta que a estátua do Cristo Redentor (Rio de Janeiro, com 38 metros), a Estátua da Liberdade ( Nova Iorque, com 93 metros) ou mesmo o Big Ben (Londres, com 96 metros).

Relatos fornecidos por investigadores afirmam que danos causados no topo da Hyperion a impediram de crescer ainda mais.

Anteriormente à descoberta da Hiperion por estes dois naturalistas, a árvore mais alta do mundo conhecida era a Stratosphere Giant ( gigante da atmosfera).

A Stratosphere Giant, também foi descoberta pelo naturalista Chris Atkins, em julho de 2000 no Parque Estadual Humboldt na Califórnia (zona muito rica em sequóias), mas também a localização exata desta não foi divulgada, tal como acontece como com a Hyperion, para evitar possíveis danos causados por turistas.

Quando descoberta, a Stratosphere Giante apresentava uma altura de cerca de 112 metros de altura e embora tenha continuado a crescer ao longo dos anos, foi ultrapassada pela Hyperion, a atual árvore mais alta do mundo conhecida.

Regra geral, as sequóias destacam-se pelo seu grande porte e longevidade, podendo viver ao longo de milénios (são conhecidas algumas sequóias com mais de  3200 anos), apesar de geralmente viverem cerca de 600 anos. Apresentam tronco recto, cilíndrico e robusto, ramos quase horizontais e encurvados para baixo.  Gostam de solos húmidos onde apresentam maior crescimento e desenvolvimento.

Artigos Recomendados