8 das mais belas formações de nuvens

As nuvens são fenómenos naturais que fazem parte do nosso dia a dia, mas que geralmente passam despercebidas. No entanto, existem algumas formações de nuvens que são muito raras e cativantes. Neste artigo vamos exibir algumas dessas formações invulgares.

Sabia que existem 10 tipos de nuvens diferentes?

Nuvens Lenticulares (Lenticular Clouds)

Nuvens lenticulares, são nuvens estacionárias em forma de lente oval e são formadas a elevadas altitudes. Podem ser divididas em três tipos distintos: Altocumulus lenticulares estacionários (ACSL), Stratocumulus lenticulares estacionários (SCSL) e Cirrocumulus lenticulares estacionários (CCSL). Para se formarem necessitam estar alinhadas perpendicularmente à direcção do vento. Devido ao seu aspecto, algumas pessoas afirmam ter avistado OVNIs quando na realidade se trata apenas de uma nuvem.

Nuvem Lenticular

Nuvem Lenticular. Fotografado por Yaping Wu

Nuvem Lenticular

Nuvem Lenticular. Fonte: Pixabay

Nuvem Lenticular

Nuvem Lenticular. Fotografado por Josvandamme

 

Nuvens Noctilucentes (Noctilucent Clouds)

Este tipo de nuvens formam-se entre os 76 e 85 km de altura e são constituídas por pequenos cristais de gelo. São as nuvens mais altas da atmosfera terrestre e encontram-se na mesosfera. Este tipo de formações podem ser observadas quando o sol não se encontra visível para o observador, ou seja, quando o sol se encontra abaixo da linha do horizonte.

nuvem Noctilucent

Nuvens Noctilucentes. Fotografado por Ireen Trummer

Nuvens Noctilucentes

Nuvens Noctilucentes. Fotografado por Kristian Pikner

Nuvens Noctilucentes

Nuvens Noctilucentes. Fotografado por Space Exploration Technologies Corporation

Nuvens Mammatus (Mammatus Cloud)

Com um aspecto peculiar, esta formação de nuvens, ao invés das restantes, forma-se a partir de ar descendente, obtendo por isso o aspecto de uma “bolsa”. O termo mammatus deriva de mamma, termo Latim que significa mama ou seio. Regra geral, este tipo de formações está associado a fortes tempestades.

Nuvens Mammatus

Nuvens Mammatus. Fotografado por Craig Lindsay

Nuvens Mammatus

Nuvens Mammatus. Fotografado por Marlene S

Nuvens Mammatus

Nuvens Mammatus. Fotografado por Anton Yankovyi

Nuvens Rolo (Roll Clouds)

Este tipo de nuvens relativamente raras são formadas a baixa altitude. Têm a forma semelhante a um tubo e dão a sensação que se deslocam horizontalmente como se estivessem a enrolar no céu.

Roll Clouds

Nuvens Rolo. Fotografado por Eazydp

Roll Clouds

Nuvens Rolo. Fotografado por Daniela Mirner Eberl

Roll Clouds

Nuvens Rolo. Fotografado por Mick Petroff

Shelf Clouds

Shelf cloud é um tipo de formação de nuvem com o aspecto semelhante às nuvens rolo, no entanto encontram-se anexadas à nuvem que lhe deu origem, possuindo uma maior verticalidade. Geralmente este tipo de nuvens precedem uma tempestade.

Shelf Clouds

Shelf Clouds. Fotografado por Arnold Paul

Shelf Clouds

Shelf Clouds. Fotografado por John Kerstholt.

Shelf Clouds

Shelf Clouds. Fotografado por Andrea Schaffer

Pirocúmulo ou Nuvem de Fogo (Pyrocumulus ou Fire Cloud)

Este tipo de formações de nuvens é produzido através de um intenso aquecimento do ar a partir da superfície terrestre. Incêndios florestais, erupções vulcânicas ou até mesmo a actividade industrial são algumas das possíveis fontes de calor. O calor intenso induz a convecção, que faz com que a massa de ar suba para um ponto de estabilidade, geralmente na presença de humidade.

Pyrocumulus cloud

Pirocúmulo. Fotografado por Michael Castillo

Pyrocumulus cloud

Pirocúmulo. Fotografado por James Haseltine

Pyrocumulus cloud

Pirocúmulo. Fotografado por John Fowler

Nuvem Estratosférica Polar (Nacreous Clouds)

As nuvens estratosféricas polares são nuvens, que tal como o nome indica se formam na estratosfera, entre os 15 000 e 20 000 km de altitude. São predominantes nas regiões polares durante os meses de inverno. As suas cores brilhantes e movimentos lentos tornam estas formações de nuvens numa experiência inesquecível.

Nuvem estratosférica polar

Nuvem Estratosférica Polar. Fotografado por Alan Light.

Nuvem estratosférica polar

Nuvem Estratosférica Polar. Fotografado por Alan Light.

Nuvem estratosférica polar

Nuvem Estratosférica Polar. Fotografado por Alan Light.

 

Nuvens Asperitas (Undulatus asperatus)

Este tipo de nuvem foi identificado e proposto como um tipo de nuvem em 2009, contudo, por ser tão invulgar apenas foi oficialmente aceite em Março de 2017. Desde 1951 que não era adicionado um novo tipo de nuvem ao Atlas Internacional das Nuvens. O nome asperitas vem do Latim e significa “rugosidade”, que descreve o aspecto áspero e rugoso deste tipo de nuvens.

Asperitas

Nuvens Asperitas. Fotografado por jim simonson

Asperitas

Nuvens Asperitas. Fotografado por jim simonson

Asperitas

Nuvens Asperitas. Fotografado por Agathman

 

Artigos Recomendados