25 Curiosidades sobre as andorinhas

Para a maioria das pessoas, as andorinhas são sinónimo de Primavera. Estas aves migratórias viajam por todo o planeta à procura do clima ideal para se alimentarem e reproduzirem. As andorinhas chegam na primavera e partem no inverno. É por este motivo que associamos a chegada das andorinhas ao início da primavera.

Curiosidades sobre as andorinhas
Curiosidades sobre as andorinhas. Imagem: Emilie Chen

Características e curiosidades sobre as andorinhas:

1 – As andorinhas são um grupo de aves da família Hirundinidae à qual pertencem cerca de 90 espécies diferentes.

2 – Habitam em todos os continentes excepto na Antárctica.

3 – Em Portugal são comuns 5 espécies de andorinhas:

  • Andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica),
  • Andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum),
  • Andorinha-das-barreiras (Riparia riparia),
  • Andorinha-dáurica (Cecropis daurica),
  • Andorinha-das-rochas (Ptyonoprogne rupestris).

4 – São aves extremamente ágeis e destacam-se das restantes devido à sua capacidade de caçar insectos durante o voo. Os seus voos próximos ao solo são também uma característica inconfundível destas aves.

5 – Para beber utilizam a mesma técnica, fazem um voo próximo a uma fonte de água e bebem a água que conseguirem conter no bico.

6 – As andorinhas alimentam-se principalmente de insectos, sendo que o tipo de insecto ingerido varia de acordo com a espécie de andorinha. Contudo, quase todas elas evitam insectos que tenham ferrão, como é o caso das vespas e abelhas.

7 – As andorinhas têm asas relativamente longas e pontiagudas.

as andorinhas tem asas longas e pontiagudas
As andorinhas têm asas relativamente longas e pontiagudas. Imagem: Pixabay

8 – Medem entre 13 e 22 cm de comprimento e têm um peso compreendido entre as 10 e 60 gramas.

9 – Podem viver até aos 11 anos, mas raramente atingem essa idade.

10 – A andorinha-das-chaminés (Hirundo rústica) é a espécie mais comum a nível mundial e pode ser vista em todos os países europeus, excepto Islândia.

11 – As andorinhas macho e fêmea fisicamente são idênticas.

12 – As andorinhas emitem sons bastantes característicos, os quais nós somos capazes de identificar rapidamente. Neste vídeo podem ouvir alguns dos chamamentos das andorinhas.

13 – As andorinhas que habitam na Europa e Norte de África são migratórias. Contudo, aquelas que vivem no sul de África não são.

14 – Viajam em grupo para se defenderem dos predadores.

as andorinhas viajam em grupos
As andorinhas viajam em grupo para se defenderem dos predadores.

15 – As andorinhas podem percorrer mais de 10000 km em cada migração, sendo que por vezes percorrem 320 km num só dia.

16 – Têm um sentido de orientação tão bom que após percorrerem tantos quilómetros, no ano seguinte conseguem voltar exactamente ao mesmo ninho caso este ainda exista.

17 – Devido à boa relação entre humanos e andorinhas, estas geralmente fazem os seus ninhos nos beirais e chaminés das casas ou de outros edifícios construídos por humanos.

18 – Em Portugal é ilegal remover ninhos de andorinha durante a época de reprodução.

19 – A sua velocidade máxima de voo é 55km/h, mas geralmente voam a uma velocidade média de 30 km/h.

20 – Geralmente os machos escolhem o local de nidificação e atraem a fêmea através do canto, cor das penas e voo.

Andorinhas esperam no ninho pelos seus pais
As andorinhas constroem os seus ninhos com diversos materiais como lama, plantas e saliva. Imagem: Pixabay

21 – As andorinhas constroem os seus ninhos com diversos materiais como lama, plantas e saliva. O processo de construção do ninho pode envolver mais de 1000 viagens dos seus progenitores até terminarem a construção.

22 – Novos casais de andorinhas podem utilizar ninhos que se encontrem vazios, por isso é importante que os ninhos antigos não sejam destruídos.

23 – Depois de ter sido posto o ovo, este leva entre 10 e 21 dias para eclodir e cerca de 3 semanas para as crias saírem do ninho pela primeira vez.

24 – Ambos os progenitores alimentam as suas crias até estes estarem prontos para sair do ninho.

25 – As andorinhas são um símbolo de liberdade porque são incapazes de viver em cativeiro e apenas se reproduzem em estado selvagem.

As andorinhas são um símbolo de liberdade
As andorinhas são um símbolo de liberdade. Imagem: Pixabay

Gostou deste artigo? Partilhe com os seus amigos!

Recomendado para si...