Os 10 países com menor esperança média de vida

O que é a esperança média de vida?

A esperança média de vida ou expectativa de vida é número aproximado de anos que um grupo de indivíduos nascidos no mesmo ano irá viver, se forem mantidas as mesmas condições desde o seu nascimento. Para determinar a esperança média de vida de um país calcula-se a média de idades das pessoas que morreram nesse país.

Na seguinte imagem podemos verificar a diferença da esperança média de vida entre os vários países do mundo.

Paises esperanca média de vida

Imagem:Wikimedia

Existem vários factores que influenciam a esperança média de vida, nomeadamente:

  • Remuneração;
  • Acesso a serviços de saúde;
  • Alimentação;
  • Saneamento;
  • Educação;
  • Índice de criminalidade;
  • Poluição na região;
  • Prevalência de doenças;
  • Conflitos.

Desta forma podemos concluir que a esperança média de vida está directamente relacionada com a qualidade de vida. Por isso não é surpresa que todos os países desta lista apresentem um reduzido índice de desenvolvimento humano. Aliás, todos eles pertencem ao continente africano, precisamente o continente cujo o acesso à água potável, alimentos e cuidados de saúde básicos ainda é um privilégio.

A nível mundial a esperança média de vida é de 71.89 anos (74.13 anos para as mulheres e 69.8 para os homens).

A seguinte lista foi criada através da informação presente no The World Bank que utiliza variadas fontes como:

  • Relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU);
  • Resultados dos censos e outros relatórios dos institutos nacionais de estatística;
  • Estatísticas demográficas do Eurostat;
  • Relatórios do Secretariado da Comunidade do Pacífico;
  • Departamento do Censo dos Estados Unidos.

Descubra também:

1 – Serra Leoa – 51. 84 anos

Os 10 países com menor esperança média de vida Serra Leoa final

Imagem: DFID

A Serra Leoa é o país com menor esperança média de vida do mundo e os seus habitantes apenas vivem em média até aos 51.84 anos. As elevadas taxas de mortalidade infantil e materna, associadas a surtos epidémicos de doenças como a febre amarela, cólera, meningite, febre de Lassa e malária são factores determinantes para uma esperança média de vida tão reduzida. Existe ainda uma elevada prevalência do VIH/SIDA, cerca de 1.6% da população está infectada.

2 – República Centro-Africana – 52.17 anos

Os 10 países com menor esperança média de vida republica centro africana final

Imagem: hdptcar

Na segunda posição desta lista encontra-se a República Centro-Africana. Tem a quarta maior taxa de mortalidade materna de todo o mundo, o que é explicado pelo facto de muitos dos partos serem efectuados por assistentes de parto sem qualquer formação.

A malária é endémica neste país e uma das principais causas de morte. O VIH/SIDA é outro factor proeminente, afectando cerca de 4.7% da população jovem.

3 – Chade – 52.90 anos

Este país localiza-se no centro-norte de África e tal como grande parte dos países desse continente continua extremamente subdesenvolvido. Em 1987 existiam apenas 4 hospitais em todo o país, ou seja, os serviços de saúde eram praticamente inexistentes à 30 anos. Nos últimos 30 anos pouco mudou e o Chad continua a ser um dos países com menor esperança média de vida, apenas 52.90 anos. Doenças endémicas, VIH/SIDA, mortalidade infantil e materna representam grande parte da elevada taxa de mortalidade.

4 – Nigéria – 53.43 anos

Apesar de ter uma das maiores economias do continente africano, a Nigéria integra esta lista devido principalmente a várias doenças endémicas e dificuldade de acesso a água potável.

O sistema de saúde nigeriano é constantemente confrontado com a escassez de médicos, uma vez que uma grande parte dos médicos nigerianos acaba por emigrar para a América do Norte e Europa à procura de um melhor estilo de vida. Estima-se que existam mais médicos nigerianos emigrados do que a trabalhar no seu pais.

5 – Costa do Marfim – 53.58 anos

Na Costa do Marfim a esperança média de vida é aproximadamente de 53.58 anos. Cerca de um quarto da população vive abaixo da linha de pobreza, ou seja, tem um rendimento individual diário inferior a 1.25 US$. As elevadas taxas de mortalidade associadas a um medíocre sistema de saúde tornam a Costa do Marfim num dos países com menor esperança média de vida.

6 – Lesoto – 54.17 anos

O Lesoto é um dos países onde o VIH/SIDA é mais prevalente. Segundo estimativas de 2009, cerca de 23.6% da população estava infectado pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH). Esta é uma das taxas mais elevadas do mundo. Recentemente foram adoptadas várias estratégias para tentar lidar com esta epidemia, nomeadamente através de terapia antirretroviral.

7 – Somália – 56.29 anos

Os 10 países com menor esperança média de vida somalia final

Imagem: DFID

Uma em cada 7 crianças não sobrevive até ao quinto aniversário, sendo esta uma das maiores taxas de mortalidade infantil. Pneumonia, diarreia, sarampo e desnutrição são factores determinantes para uma taxa de mortalidade infantil tão elevada. A taxa de mortalidade materna é igualmente elevada.

Este país é constantemente afectado pelas secas o que por sua vez leva à escassez de alimentos. A falta de assistência médica, acesso a água potável e instalações sanitárias seguras fazem com que este país ocupe a sétima posição desta lista.

8 – Sudão do Sul – 56.81 anos

O Sudão do Sul é o país mais novo do mundo, tendo conseguido a sua independência em 2011 após vários anos de guerra civil e por isso, encontra-se numa fase de recuperação. Neste momento, enfrenta vários desafios, nomeadamente: infraestruturas de saúde incapacitadas, sistema de saúde publico à beira do colapso e falta de profissionais de saúde qualificados.

9 – Guiné Bissau – 57.40 anos

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que existam apenas 5 médicos para cada 100 000 habitantes. Tal como na grande maioria dos países africanos, o VIH/SIDA, malária, e as taxas de mortalidade materna e infantil são factores importantes para a baixa esperança média de vida.

10 – Burundi – 57.48 anos

Os 10 países com menor esperança média de vida burundi final

Imagem: Dave Proffer

O Burundi ocupa o primeiro lugar no Índice de Fome Global, o que indica que milhões de pessoas sofrem de subnutrição crónica. Quase todas as doenças associadas com desnutrição podem ser encontradas neste país.

Recomendado para si...